As profissões verdes

Artigos

- outubro 10, 2013

As profissões verdes

Já venho expondo há algum tempo que o mundo contemporâneo tem sofrido uma série de mudanças e que a sociedade tem se tornado mais consciente sobre seu papel e responsabilidade. A crescente preocupação com a qualidade ambiental e as exigências impostas pelas legislações vigentes têm levado indústrias e empresas do mundo todo a buscarem alternativas de produção mais limpa, matérias-primas renováveis, redução e destinação adequada dos resíduos, racionalização no consumo de energia e recursos naturais, entre outros, através dos sistemas de gestão ambiental. A própria divulgação dos relatórios do IPCC em 2007 e dos documentários de Al Gore e Leonardo DiCaprio sobre a temática ambiental foram responsáveis por trazer este tema para mais perto das pessoas, fazendo com que realmente faça parte de suas rotinas e permeie suas tomadas de decisão cotidianas.

Porém, mesmo com esse “boom” de informações, a sociedade em geral ainda tem muita dúvida sobre o que realmente fazer, que caminhos seguir e que atitudes tomar. O desafio agora é oferecer iniciativas que sejam capazes de inserir o tema da sustentabilidade nas ações individuais, tornando a sustentabilidade planetária mais concreta e efetiva.

Seguindo esse raciocínio, o dentista Fabio Bibancos nos procurou para elaborarmos juntos um manual para os chamados “dentistas verdes”, incorporando no dia-a-dia do dentista questões relacionadas à sustentabilidade, como uma forma de conscientizar esses profissionais de que sua atuação também gera conseqüências no meio em que vivem. Este manual, que ainda está em fase preliminar de elaboração, terá como objetivo central trazer as questões relacionadas à sustentabilidade para o cotidiano dos dentistas, abordando questões como resíduos sólidos, fornecedores, uso de energia, emissão de gases de efeito estufa, entre outros temas que permeiam a atuação diária destes profissionais em seu ambiente de trabalho.

O primeiro passo está sendo dado. Com o tempo poderemos quem sabe elaborar um guia de profissões sustentáveis, englobando as principais profissões escolhidas pelos jovens no vestibular, de forma que estes baseiem sua escolha e o desenvolvimento de suas atividades profissionais e acadêmicas no impacto potencial que sua profissão tem no mundo. Aos profissionais que queiram tornar o exercício de sua profissão mais sustentável, podem começar avaliando seus impactos sob o meio ambiente, reduzindo a quantidade de resíduos sólidos produzidos, criando acesso à possuidores de necessidades físicas especiais e adotando tecnologias mais limpas e eficientes. O importante é que todos tenhamos consciência de que nossa atuação profissional pode impactar positiva ou negativamente o meio ambiente atual e futuro, sendo necessário procurar alternativas mais sustentáveis para nosso cotidiano profissional.

Publicado no Terra Magazine em 21/01/2008.