O exemplo de José Mindlin

Artigos

- agosto 21, 2013

O Brasil perdeu José Mindlin.

Num país com poucas referências éticas, vale a pena ressaltar o papel que Mindlin exerceu em toda sua vida. Foi um dos fundadores da Metal Leve, uma das principais empresas nacionais até o evento da globalização, sendo uma citação obrigatória da capacidade do empresariado nacional à época, o que sempre é importante salientar, pelo fato de que temos no país gente séria e competente. Pessoalmente, conheci Mindlin na década de 70, tendo feito meu primeiro estágio profissional na empresa.

Mas Mindlin, além de empresário, foi um importante líder da resistência democrática no Brasil, por ocasião do assassinato de Vladimir Herzog nos porões da ditadura, fato que mudou a história do Brasil. No momento em que Herzog foi assassinado, Mindlin exercia a pasta da cultura em São Paulo, e não hesitou em desmentir a versão de suicídio defendida pelos militares. Os tempos eram outros e ninguém estava livre de pressões de toda ordem, mantendo-se Mindlin irredutível na defesa dos direitos humanos e na necessidade de restabelecimento da democracia.

Como é sabido, Mindlin teve uma vida longa, e o fato mais conhecido da sua trajetória é o amor aos livros, o que o tornou o maior colecionador privado do Brasil. Há poucos anos, doou parte de seu acervo à USP. Esse amor à cultura, sem sombra de dúvida, é o que notabilizou esse “personagem inesquecível” para uma geração que o conheceu e aproveitou de sua inteligência e generosidade.

Convivi com Mindlin e com seus filhos nessas últimas décadas. Estes seguiram o exemplo do pai ao se engajarem nas melhores causas. Betty, sua filha, sempre me ajudou a compreender as complexas questões indígenas no Brasil, especialmente quando se elaborou a Constituição de 88, que conferiu dignidade e cidadania aos nossos povos indígenas. Por sua vez, Diana me propiciou, ainda no início da década de 80, contato com o CEDI – Centro Ecumênico de Documentação e Informação, que veio a se transformar, anos mais tarde, no ISA – Instituto Socioambiental, uma das principais ONGs socioambientais do Brasil. Sérgio sempre esteve na liderança do movimento do empresariado brasileiro pela responsabilidade social.

Hoje em dia, muitos dos netos de José se destacam em vários campos. Convivo com Manu, médico e compositor, demonstrando que o legado do avô se manifesta em várias esferas culturais e de cidadania.

Cito os filhos por uma razão simples: quando fazemos um balanço existencial, é importante a realização nas várias dimensões de nossas vidas, sendo que José, nesse sentido, é um grande exemplo, tendo sempre ao seu lado Guita, sua esposa.

Numa sociedade como a nossa, o exemplo de Mindlin é inspirador.

 

Artigo publicado no Terra Magazine em 03/03/2010